A educação financeira do seu filho começa na infância

Quer que seu filho seja nota 10 em planejamento financeiro? Conheça as técnicas que você
pode começar a aplicar desde já

É desde a infância que aprendemos diversos valores que levamos para a nossa vida. Lembra daquele seu porquinho que você usava para juntar moedinhas? Do prazer de ver ele já pesado e quebrar para comprar algo com que estava sonhando? É nesse momento em que muita gente descobre a importância de economizar e de ter um planejamento financeiro.

Já falamos sobre como a mesada pode ser uma ferramenta útil para a educação financeira do seu filho aqui. Mas, e como ensinar seu filho a administrar e poupar o dinheiro que está ganhando de mesada? Veja nossas dicas para estimular os pequenos a crescerem com nota 10 em educação financeira.

1 – Sonhar e planejar
Nessa fase é importante estimular os sonhos da criançada, inclusive os que envolvam algum planejamento financeiro. Objetivos de longo prazo são desafiadores, seja para adultos ou crianças, mas devemos mostrar que são possíveis de realizar e incentivar as crianças a pensar no futuro. Separe um tempo para conversar com seu filho sobre os sonhos dele e sobre como ele pode alcançar seus objetivos.

2 – Anotando os gastos
Fazer a mesada durar pode ser um desafio para as crianças e adolescentes. É importante que a mesada seja progressiva, de acordo com a maturidade do seu filho. Além disso, você pode estimular o controle dos gastos. Ajude a criança a ter consciência de como e com o que está gastando o dinheiro que recebe, estimulando que pesquise preços e evitem desperdícios.

3 – Técnicas para administrar e economizar
Existem algumas técnicas para guardar dinheiro. Entre as crianças, o porquinho é muito famoso. Se você optar por cofrinhos, é interessante ter cofres de tamanhos e cores diferentes. Cada um será para cada tipo de meta, de curto, médio e longo prazos.
Outra possibilidade é o uso de envelopes para o planejamento da criança, que também podem ser usados pelos adultos. Converse com seu filho e ajude a dividir o dinheiro da mesada em diferentes envelopes, um para cada coisa que ele queira comprar. Do lado de fora do envelope escreva o nome do objetivo, cole fotos ou faça desenhos, para estimular que ele se mantenha dentro das metas.

4 – Transforme dinheiro em brincadeira
Nada como aprender brincando! Jogos que envolvam o uso de dinheiro podem ser uma ferramenta útil para seu filho entender a importância de se planejar. Jogos de compra e venda de imóveis são exemplos que abordam a educação financeira de forma divertida. E vocês ainda podem inventar suas próprias brincadeiras, para que o estímulo seja ainda maior.

Não se esqueça também que você é um exemplo para o seu filho. Então, como está seu planejamento financeiro? Consuma de forma consciente, poupe e demonstre como é possível realizar sonhos para os pequenos. Não sabe por onde começar? Conheça os nossos produtos de Capitalização e alcance seus objetivos.

Simuladores

Encontre o produto ideal para você