Consumismo infantil: cuidados com a educação financeira das crianças

Entenda como o consumo desenfreado pode impactar seus filhos e como evitá-lo

As crianças são hoje um grande público consumidor e as empresas estão de olho nessa fatia de mercado, seja através da publicidade ou dos influenciadores no YouTube. Diante dessa realidade, a educação financeira é essencial para que seus filhos cresçam sabendo fazer boas escolhas e para combater o consumismo desenfreado desde cedo.

Os pais são fundamentais para mostrar aos pequenos os limites e quais são as boas decisões a serem tomadas, na opinião de Debora Garcia, mestre em Educação e especializada em Gestão do Conhecimento. “Não creio que seja papel ou responsabilidade da criança decidir o que vai consumir, quando e como. É preciso que haja uma paternidade responsável, dando limites, norteando caminhos, fazendo boas escolhas que são deflagradas hoje, mas que podem deixar rastros e impactar no futuro”, comentou Debora.

Diversão tem limite
O consumismo também está presente em momentos de lazer, não apenas quando se fala em comprar produtos. Muitas crianças e adolescentes querem viver em férias, sempre indo ao cinema e ao shopping, e fazendo lanches fora, e isso pesa no bolso dos pais. “Com criatividade é sempre possível se divertir. Alguns exemplos são visitas a parques públicos, encontros em casa com amigos, leituras ao pé da cama antes de dormir, brincadeiras e jogos de tabuleiro. Por mais que pareçam “vintage”, ainda têm espaço mais que garantido na vida da garotada”, diz Debora, que também é gerente de conteúdo do canal Futura e consultora do premiado desenho animado Meu AmigãoZão.

Cuidado com o valor do consumo
Atualmente, O o consumo é ainda alimentado pela publicidade e por uma noção de status social ligado à posse. Nas crianças, isso pode ser especialmente prejudicial. “Acredito que pais e responsáveis conscientes de seu papel de educadores de seus filhos precisam estar constantemente relembrando-os de que o que vale é a personalidade de cada um, seu jeito de ser, a ênfase na vivência de experiências significativas, ao invés de possuir objetos que não trarão consigo um significado maior para sua vida”, ponta Debora.

O poder dos influenciadores digitais
E esse incentivo ao consumismo não está só nos comerciais. Hoje, os O pais devem estar atentos também aos influenciadores digitais. “Os influenciadores digitais em sua maioria carregam marcas e produtos a reboque de seus conteúdos. É dessa maneira, inclusive, que sustentam seus projetos, além dos likes e comentários de seus seguidores”, afirma Debora. No entanto, vale sempre lembrar que há conteúdos interessantes e educativos para a criançada no YouTube, como, por exemplo, o canal do Meu AmigãoZão.

É importante ressaltar que os hábitos de consumo dos pais são importantes exemplos para seus filhos. Transmita para os pequenos os valores mais importantes para seu desenvolvimento.

Para ajudar pais e filhos com conceitos de educação financeira e consumo consciente na infância, ensinando as crianças de forma lúdica, criamos a websérie ‘Nosso Mundo com Golias’ em parceria com o desenho Meu AmigãoZão. Lançada em 06 de outubro, toda semana será publicado um novo episódio, até o dia 22 de dezembro. Clique aqui e chame a criançada para assistir!

Simuladores

Encontre o produto ideal para você