Mitos e verdades

  • Previdência é só para aposentadoria?

    Não. A Previdência é um ótimo recurso para complementar a aposentadoria, mas qualquer pessoa pode ter uma Previdência. Ela pode ajudar a transformar planos de longo prazo em realidade, como quitar as prestações de um imóvel, construir uma reserva para a faculdade das crianças ou fazer um pé de meia para a aposentadoria.

  • Investir em Previdência Privada é complicado?

    Nossos especialistas estão prontos para orientá-lo nessa contratação, tornando-a rápida e simples. Você escolhe o plano ideal para o seu perfil e ainda pode contar com as vantagens fiscais na dedução do Imposto de Renda. O seu investimento pode ser feito pelo período que quiser, com pagamentos mensais, esporádicos ou apenas na contratação.

     

  • Como funcionam contribuição, valores e resgate?

    Investir em Previdência é muito simples: sua contribuição pode ser feita por débito em conta, boleto bancário ou desconto em folha (nos casos de planos empresariais). Além disso, você tem a flexibilidade de mudar o valor que está sendo investido, fazer contribuições extras sempre que sobrar um dinheirinho, suspender as contribuições pelo período que quiser ou até mesmo resgatar o valor acumulado caso surja uma necessidade.

     

  • Só posso resgatar o meu dinheiro na aposentadoria?

    Não. Você pode resgatar o seu dinheiro a qualquer momento.

    Você pode solicitar, independentemente do número de contribuições pagas, o resgate – parcial ou total – do valor acumulado após o cumprimento do período de carência determinado pela seguradora. Não poderão ser realizados resgates em intervalos inferiores ao estabelecido no plano (entre 60 dias e 6 meses). As informações sobre os prazos de carência deverão ser consultadas no regulamento de cada plano.

     

  • O que é taxa de carregamento?

    É o percentual, definido previamente no regulamento do plano, que vai incidir sobre as contribuições pagas para custear as despesas administrativas da seguradora, de corretagem e de implantação do plano. O carregamento pode ser cobrado no início do plano (carregamento de entrada), ou no resgate e na portabilidade de saída (carregamento de saída) ou não haver cobrança de carregamento. Os recursos aplicados em determinados planos através de portabilidade são isentos de carregamento. As informações sobre os percentuais de carregamento deverão ser consultadas no regulamento de cada plano.

     

  • Por que investir em Previdência e não em Fundos de Investimentos?

    Diferente dos fundos de investimento comuns, no PGBL e VGBL não incide o imposto semestral de 15% sobre a rentabilidade do plano, chamado no mercado de come-cotas. Ou seja, além do que deve ser pago no momento do resgate, esse imposto come uma parte do rendimento obtido, a cada seis meses, nos fundos de investimento. Na previdência só é pago o imposto no momento do resgate ou recebimento de renda e não perde parte da sua rentabilidade para o come-cotas.